sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Piras das Olimpíadas de Inverno (Winter Olympic Cauldron)

Somente na quinta edição é que os Jogos Olímpicos de Inverno ganharam sua pira olímpica em 1952. A pira é a responsável por manter a chama olímpica acessa durante os Jogos. É um ato simbólico de grande valor. Na maioria das vezes a pira é mantida ou transferida para outro local após os Jogos.

Oslo 1952 – A pira se conserva na área de uma rede de hotel.

Cortina d'Ampezzo 1956 – Não há informações sobre o paradeiro atual.

Squaw Valley 1960 – Conservada no local.

Innsbruck 1964 – Conserva-se no seu local de origem.

Grenoble 1968 – Foi transferida de deu local original para uma praça onde hoje é exposta como um monumento.

Sapporo 1972 – A pira continua intacta.

Innsbruck 1976 – A pira foi construída ao lado da pira de 1964 e as duas são conservadas no mesmo local.



Lake Placid 1980 - Conserva-se no seu local de origem.

Sarajevo 1984 - Não há informações sobre o paradeiro atual.

Calgary 1988 - Não há informações sobre o paradeiro atual.

Albertville 1992 - Conservada na cidade.

Lillehammer 1994 – Conserva-se no seu local de origem.



Nagano 1998 - Foi transferida de seu local original para uma praça onde hoje é exposta como um monumento.

Salt Lake 2002 - Foi transferida de seu local original onde hoje é exposta como um monumento.

Turim 2006 – Localizada no lado externo do Estádio Olímpico de Turim, a pira foi conservada no local.

Vancouver 2010 – Acessa dentro do Estádio, foi transferida após os Jogos para uma praça no lado externo do Estádio, onde virou um monumento.

Sochi 2014 – A pira foi instalada na área externa do Estádio Olímpico.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Curta o nosso FACEBOOK pelo link:
https://www.facebook.com/trofeusdofutebol

Deixe aqui seu comentário sobre essa matéria.

Idiomas / Language

=============

CONTADOR DE PAÍSES (desde out/2017)

Flag Counter